BLK 360 – Construido para Você

blk360

Quando o Leica BLK360 foi lançado em 2016, foi uma sensação da noite para o dia na indústria da construção. Um scanner terrestre altamente preciso que poderia ser operado somente apertando um botão e pesando menos de um quilo? Isso realmente era verdade?

Sim, e não somente para o ramo de construção, mas também arquitetos, designers, modeladores 3D e mais uma infinidade de possibilidades.

O BLK360 foi um produto que abriu o mercado de escaneamento a laser e introduziu-o para muitos novos negócios. Os arquitetos estão agora analisando a digitalização a laser durante a fase de projeto, e os carpinteiros e profissionais semelhantes estão percebendo os benefícios do BLK360 para capturar as condições existentes de seu local ou para criar algo personalizado.

O cenário da captura de realidade para profissionais do ramo da construção civil e além, está prestes a mudar totalmente para sua versão melhorada. 

E o BLK360 vai te guiar neste processo.

BLK360 E O MERCADO DA ARQUITETURA

Seja você um arquiteto totalmente novato com captura de realidade ou já está usando scanners a laser para ajudar a produzir seus modelos 3D e BIM, o novo BLK360 economizará muito o tempo de projeto ao mesmo tempo em que oferecerá enorme precisão aos seus modelos. 

A precisão de 4 milímetros do BLK360 significa que suas digitalizações criam um verdadeiro “gêmeo digital” que pode formar a base de seus projetos. Uma varredura precisa fornece todas as medições complexas que você precisa em um arquivo 3D e retira o fator humano, diminuindo erros e economizando tempo em visitas repetidas ao mesmo local.

Os métodos tradicionais funcionam, mas a digitalização é até 10 vezes mais rápida utilizando este equipamento.

blk360

Para arquitetos que já estão na vanguarda do mercado e usam a digitalização a laser como parte de seus negócios, o BLK360 oferece mais do que eles já adoravam: é mais rápido, mais preciso e pode lidar com projetos de grande escala com facilidade.

A entrega de modelos 2D, 3D e BIM a partir de escaneamentos leva menos tempo, especialmente com o registro automatizado por meio de nosso Visual Inertial System (VIS) – uma tecnologia avançada adotada do Leica RTC360.

“O BLK360 é ainda mais intuitivo para digitalizar”, disse Ponzio, vice-presidente de soluções de construção da Hexagon Geosystems.

“Antes, já era extremamente fácil – você tinha que apertar um botão. Mas com o BLK360 e o pré-registro automático, estamos chegando ao nível em que você não pode fazer muitas coisas erradas. Você tem todos os seus dados imediatamente em seu telefone ou tablet. Você pode verificar suas digitalizações em campo. É cinco vezes mais rápido do que outros equipamentos.”

DOMINANDO A ENGENHARIA

Para engenheiros, especialmente os que trabalham com linguagem BIM, os benefícios deste scanner de próxima geração são claros: nuvens de pontos de grandes edifícios de vários andares podem ser capturadas muito mais rapidamente, diminuindo drasticamente o tempo gasto na modelagem. O pré-registro através do VIS significa não ter que pausar para alinhar manualmente as varreduras através do Cyclone FIELD 360 . E validar seus dados em campo dá a você a confiança para passar para a próxima verificação sem surpresas.

Essas melhorias tornam o BLK360 uma ferramenta poderosa em seu arsenal de digitalização. Criar gêmeos digitais precisos e ricos em imagens e compartilhá-los com clientes e principais partes interessadas ajuda você a evitar duplicações e conflitos ao mesclar vários designs e passar por diferentes fases do projeto.

BLK360 APRIMORANDO CONSTRUÇÕES

Para empresas de construção que não terceirizam seu trabalho BIM – ou ainda não mergulharam na captura de realidade como método de modelagem – há muitas vantagens no BLK360.

Como muitas construções ocorrem dentro ou em meio a estruturas já existentes, a varredura a laser rápida e precisa ajuda a eliminar a necessidade de verificar os planos e projetos existentes – se é que existem. Capturar as-built agora leva apenas um clique, o que torna seu trabalho imensamente mais fácil. Também evita a necessidade de medições manuais demoradas e propensas a erros.

Simplificando: os lasers não mentem.

blk360

A digitalização durante o processo de construção também se torna um fator de garantia de qualidade. Você sabe que o gêmeo digital que você tem e compartilha com seu cliente reflete a realidade a cada passo do caminho, dando a você controle completo e preciso sobre seu projeto e os inevitáveis ​​desafios que surgem durante qualquer construção.

Uma área em que o BLK360 pode brilhar com você é o gerenciamento de instalações. Ter um gêmeo digital preciso de suas instalações significa poder monitorar, alterar e planejar espaços e edifícios grandes e complexos a partir do conforto de um computador.

MERCADO IMOBILIÁRIO DOMINADO

Todos sabemos que o setor imobiliário é um campo competitivo. No entanto, para empresas que fornecem documentação e visualização de espaços residenciais e comerciais, juntamente com a maior qualidade de dados do BLK360, significa obter uma vantagem sobre a concorrência.

As quatro câmeras HDR com imagens de 5 suportes tornam este dispositivo ideal para criar passeios virtuais imersivos, plantas baixas precisas e podem proporcionar fluxos de trabalho mais suaves para reformadores e designers de interiores. Além disso, os gêmeos digitais que o BLK360 produz medem com precisão uma casa ou propriedade, em milímetros, o que permite uma avaliação imobiliária adequada .

Agora você pode criar um passo a passo virtual e ter a grande vantagem de poder medir com precisão também. É fantástico. Você tem em suas mãos uma qualidade de imagem mais alta em velocidade inimaginável.

Em qualquer área que o BLK360 entre, ele vai se destacar. Seja por sua precisão, seja por sua velocidade, estrutura compacta ou até mesmo por sua funcionalidade. Mas independente de qual setor ele estará, o BLK360 precisa de um ponto específico, de um bom profissional guiando-o. 

Chegou a sua hora de ser este profissional e dominar o mercado em que atua. 

Clique abaixo e saiba mais 

Diário GS – São Pedro da Serra

Diário GS

Fala galera, tudo bem? 

Aqui quem fala é o Felipe, técnico do suporte Geosurvey. Não nos conhecemos ainda, mas para tudo tem uma primeira vez, não é mesmo. 

Hoje vou levar vocês comigo em uma entrega técnica nas alturas, de verdade, em uma cidade que fica a 510 metros de altitude em relação ao mar e a 103 quilometros de distância de Porto Alegre. 

Atualmente 70% da economia do município é da agricultura, dedica-se ao poli cultivo colonial em regimes de minifúndios, destacando-se a produção de avicultura, suinocultura, carvão e comercialização de lenha, criação de gado leiteiro e o reflorestamento com plantio de mudas.

E neste ramo que nosso amigo entrará com seu novo equipamento e softwares. Quer saber mais sobre essa história? continue lendo 

EMLID RS2 + SOFTWARE GTOPO = SOLUÇÃO DENTRO E FORA DO CAMPO

Por ser um município localizado nas alturas, São Pedro da Serra possui muitas áres de dificil acesso, árvores gigantescas e até mesmo lugares próximos a cachoeiras. E para um trabalho assim, cheio de dificuldades e extrema resistência, nada melhor do que a linha Reach da EMLID. 

Os equipamentos EMLID Reach RS2 formaram uma dupla para entregar tudo que a tecnologia pode ofertar para o mercado topográfico. Com seu app nativo e excelente comunicação entre equipamentos, o RS2 é capaz de suprir todas as necessidades que possam surgir em campo. 

Dispensando o uso de uma Coletora e utilizando o software nativo da EMLID o conjunto de RS2 torna-se a opção mais versátil do mercado, tornando o dia-a-dia em campo muito mais rápido e incrivelmente menos cansativo, pois juntos, pesam menos de 2kg. Adicionados a um bastão de carbono então, mal da para perceber que eles estão junto com você na coleta. 

Diário GS

Assim como uma coleta precisa necessita de bons RTKS, um bom RTK precisa de boas baterias. E nesse ponto, o RS2 tem de sobra! 

Com sua bateria interna LiFePO4 o equipamento dura até 16 horas contínuas sendo usado como Rover e até 22 horas como Base. Já imaginou? poder trabalhar o dia inteiro sem se preocupar em trocar baterias ou parar para carregar. 

Podia passar o dia inteiro falando com vocês sobre essa incrível ferramente que a EMLID lançou ao mundo, mas o marketing aqui da Geosurvey vai me xingar por estar roubando o espaço deles. 

Então vamos para a segunda aquisição foco que se complementa com esse conjunto de RTKS EMLID.

PPP - para um trabalho onde a conexão seja instável

Como a região possui muitas áreas fechadas, interferência de sinal e até mesmo desníveis gigantesco que causariam uma perda de conexão. Optamos por entregar juntamente com os conjuntos EMLID uma versão vitalícia do software GTOPO. 

GTOPO é o primeiro software de gerenciamento de dados GNSS pós-processados criado no Brasil. O software realiza o processamento de dados GNSS PPK, fornecendo uma vista gráfica com linhas de base e referência (possibilitando cálculos de distância entre pontos), desenho de pontos em Autocad, geração de arquivo de coordenadas e geração de relatório de processamento com todas as informações.

Ou seja, é a solução perfeita para trabalhar em locais inóspitos e instáveis! 

Possibilitando o cliente trabalhar de forma offline e depois fazer a junção dos dados via PPP – Posicionamento por Ponto Preciso, necessitando de somente 1 ponto conhecido em toda a coleta. 

Bom, sem mais delongas, deixo abaixo o vídeo-diário que fizemos também!
Acompanhem nosso blog e nosso canal do youtube: 

O que é NTRIP e como usá-lo

Ntrip

Para realizar um levantamento RTK preciso, normalmente você precisa de um rover e uma base que transmita as correções em tempo real. Se prendendo a sempre ter duas unidades do equipamento ou intercalar com uma Estação Total. Correto? Mentira! 

Você também pode usar sua própria base ou uma base remota usando uma tecnologia chamada NTRIP. 

Que lhe permite possuir somente uma unidade do equipamento RTK e poupar além de muito dinheiro na compra, mas também na questão de peso ao levar seu equipamento a campo, duração de inúmeras baterias e ainda lhe permite uma conectividade muito maior do que utilizar o método tradicional. 

Mas você sabe o que é NTRIP?

O que é NTRIP

O Transporte em Rede de RTCM via Internet Protocol ou rede NTRIP foi desenvolvido pela Agência Federal Alemã para Cartografia e Geodésia em 2004. NTRIP permite que seu rover aceite correções pela Internet sem a necessidade de um segundo receptor local atuando como base. 

O NTRIP inclui três componentes principais do sistema: base, caster e rover do cliente. Normalmente, neste caso, há uma estação de referência estacionária operando continuamente ou CORS. Os dados são então enviados para o caster NTRIP, onde são retransmitidos através da porta Internet para o rover cliente conectado através de uma determinada porta e autorizado. 

Ntrip

Eventualmente, ao usar o NTRIP, você recebe todas essas correções por meio de um modem celular instalado em seu rover. 

Como utilizar o NTRIP

Para obter acesso à rede NTRIP, você precisa entrar em contato com o serviço NTRIP local para criar uma conta. Algumas das redes NTRIP são administradas por estados, algumas são gratuitas, algumas são privadas e são bastante caras quando se trata de taxas de assinatura. 

A Emlid possuí uma rede própria de NTRIP – ela possui uma interface amigável que ajuda você a obter credenciais rapidamente e inseri-las no aplicativo ReachView. Leva apenas alguns passos para registrar e adquirir os dados para o seu ponto de montagem pessoal. O serviço permite trabalhar com uma base e um rover de cada vez gratuitamente.

Uma vez registrado, você receberá uma determinada porta e endereço IP para acessar e ser autorizado pela rede. Você também precisará de um nome de usuário e senha para fazer login na rede.  

Depois de concluir o registro, você poderá usar suas credenciais para conectar seu rover à rede NTRIP e receber conexões. Confira este tutorial em vídeo sobre como conectar seu Reach RS2 ao NTRIP e trabalhar com dados de correção enviados por um modem celular. 

E Geosurvey, que é VRS?

Se você estiver trabalhando com o NTRIP, há uma boa chance de se deparar com este termo. VRS ou Virtual Reference Station, e ela é nada mais que uma ferramenta útil para linhas de base longas. 

A densidade de bases NTRIP e CORS pode variar muito de lugar para lugar. Se a densidade de estações for suficiente, mas você estiver muito longe de qualquer uma delas, o VRS ajuda a eliminar sua linha de base.

Digamos que você esteja a 70 km da estação mais próxima. Ao trabalhar no modo RTK, essa linha de base é bastante longa. Para criar um VRS, seu rover envia dados de volta ao caster NTRIP. O NTRIP permite unir os dados do seu rover e os dados das densas bases NTRIP e modela uma base virtual próxima a você. Assim, sua linha de base passará de 70 km para 0 km. 

A eliminação de uma linha de base ajuda a estabelecer uma solução fixa mais rapidamente e a mantê-la estável. VRS é especialmente útil para Reach RS+. 

VRS

PRÓS E CONTRAS de utilizar NTRIP

NTRIP é um método muito útil para implementar ao trabalhar em RTK. No entanto, tem suas vantagens e desvantagens. 

Vantagens: 

  • Alta precisão absoluta. Com as correções do NTRIP, você obtém alta precisão em seus dados. 
  • Não há necessidade de uma base local . Você pode trabalhar com apenas um rover e ainda realizar um levantamento preciso.
  • Correção rápida . A conexão com a Internet ao NTRIP ajuda você a encontrar a solução de correção mais rapidamente.

Desvantagens: 

  • Taxas . Algumas redes NTRIP são privadas ou para uso governamental especial, então você precisa pagar para usá-las. Às vezes pode ficar muito caro, então faça sua pesquisa com antecedência. 
  • Ser dependente da Internet . O NTRIP só funciona via Internet, então você precisa da cobertura da rede celular para usá-lo. Isso significa que se o campo de levantamento estiver além da cobertura da Internet, o NTRIP não estará disponível. 

Sua decisão de usar ou não o NTRIP depende principalmente do seu caso particular e das condições em que você vai trabalhar. 

Como escolher seu GNSS RTK

Como escolher seu GNSS RTK

O Sistema Global de Navegação por Satélite ou GNSS influencia todos os setores: navegação, agricultura, construção, arqueologia e até mesmo no ramo da aviação.

Sendo que no ramo da geomensura, tornou-se a ferramenta chefe de todo o procedimento da coleta de posições e dados sobre os mais variados projetos.

Neste artigo, descobriremos como o posicionamento GNSS e a técnica cinemática em tempo real (RTK) relacionada funcionam no mercado da topografia e geomensura.

E como funciona o posicionamento com GNSS

Antes de prosseguirmos com o RTK, é essencial entender a ideia geral por trás dos métodos de posicionamento. Todo o sistema GNSS é baseado na medição de quanto tempo leva para um sinal viajar de um satélite para o receptor. 

Você pode determinar sua posição no planeta, conhecendo as órbitas precisas dos veículos espaciais (as efemérides) e os tempos de viagem de pelo menos quatro satélites – para primeiro formar a área e depois determinar a localização exata encontrando o ponto onde todas as esferas se cruzam . Para obter uma visão mais detalhada do posicionamento, confira nosso vídeo Posicionamento com GNSS. 

GNSS RTK

Quando você determina sua posição, você pode se perguntar o quão precisa ela é. A maioria dos receptores GNSS ou GPS, como o que você pode encontrar em seu smartphone ou na maioria das plataformas robóticas, determina sua posição com precisão de 2 a 4 metros. Muito útil para você encontrar a loja que procurava, utilizando por exemplo o Google Maps. No entanto, a estimativa de precisão é muito baixa para usarmos em levantamentos topográficos, e então, qual seria a solucão? 

Usar um equipamento RTK

Real-Time Kinematic (RTK) é a técnica que elimina o máximo possível sw erross e fornece resultados precisos e dados de posição aprimorados com resolução de centímetros e até mesmo, em condições perfeitas, centésimos de milímetros (0.0001 cm)

Quando o sinal dos satélites viaja em direção ao receptor, ele percorre 20.200 km de ionosfera e atmosfera até a Terra. O efeito ionosférico diminui significativamente o sinal e também pode perturbá-lo no caminho. Além disso, muitos fatores, como nuvens, obstáculos e/ou magnetismo podem afetar o tempo de viagem e aumentar o erro de posição.

Para lidar com esses problemas, o RTK vem em socorro. Para RTK, você precisa de dois receptores GNSS: um ficará estático e se chamará de “estação base”, o outro estará em movimento e será o “rover”. Enquanto ambos os receptores observam os mesmos satélites simultaneamente, a estação base estática é colocada em um ponto com coordenadas conhecidas (um ponto de referência ou um ponto medido previamente).

Levando em conta as coordenadas conhecidas e recebendo sinais de satélite, a base transmite as correções para o rover em movimento. Desta forma, o rover pode obter um posicionamento preciso de um centímetro. A ideia é simples, mas o poder está na matemática aqui.

Você não precisa necessariamente de duas unidades para RTK o tempo todo. Você também pode executar RTK com apenas um rover. Nesse caso, você precisará de serviços locais que compartilhem correções de base pela Internet e são chamados de NTRIP. 

Atuando como uma estação base, o serviço NTRIP transmite as correções ao seu rover, dispensando que você tenha uma unidade como “estação base”. Se você precisar fazer um levantamento em uma área sem cobertura de Internet necessária para correções NTRIP, há outra solução para você.

A técnica PPK ou Post-Processed Kinematic funciona praticamente como o RTK, mas sem uma conexão em tempo real entre a base e o rover. Em vez disso, ambas as unidades registram dados brutos durante a pesquisa e, em seguida, esses logs são processados ​​juntos no software PPK. Precisando somente ter um ponto ja conhecido, para fazer o cruzamento das informações coletadas e informação já disponíveis.

Como escolher o melhor GNSS RTK

Os receptores RTK podem diferir pelo número de bandas de frequência com que trabalham. Existem receptores de banda única e multibanda para RTK. Ambos os receptores são capazes de precisão no nível do centímetro. 

A diferença é que mais fatores podem influenciar a solução de correção estável no receptor de banda única, como uma linha de base entre uma base e um rover, a visão do céu e o ambiente ao redor. Portanto, a escolha do receptor depende principalmente das suas condições de trabalho.

GNSS RTK

As unidades multibanda funcionam com várias bandas de frequência. Quanto mais sinais estiverem disponíveis, menos tempo será necessário para obter uma solução fixa. 

Atualmente, fazem parte do sistema GNSS os sistemas:

  • GPS – EUA;
  • GLONASS – Rússia;
  • GALILEO – Europa;
  • BEIDOU (COMPASS) – China;
  • SBAS (Sistema de correção de sinais). 

Os receptores multibanda Reach RS2 requerem ~5 segundos para obter uma solução fixa. Os receptores multibanda também podem manter a solução de correção confiável mesmo com uma visão do céu parcialmente bloqueada e trabalhar em uma linha de base mais longa. Para saber mais sobre a diferença, dê uma olhada em nosso artigo Single-Band vs. Multi-Band .

GNSS RTK

Quer garantir o equipamento GNSS RTK mais vendido do momento?

Aproveite que estamos com uma super condição no conjunto de Emlid Reach RS2!

Diário GS – Entrega técnica Divimec

DIVIMEC

Fala galera, tudo bem com vocês?
Sou Ricardo, suporte técnico aqui da Geosurvey.

Hoje realizamos a entrega de uma estação total Leica TS07 na sede da Empresa Divimec. Sediada no município de Glorinha (RS), a Divimec – Tecnologia Industrial Ltda. possui uma estrutura de mais de 12.000 m², onde possui todos os processos internos, como: engenharia, automação, caldeiraria, usinagem e montagem para garantir agilidade e precisão à produção, e assim se consolidou desde sua fundação, em 1988. A liderança no mercado nacional de máquinas e equipamentos para processamento de bobinas de aço era inevitável para a Divimec. Sendo a maior fabricante do Brasil, a Divimec produz diversos equipamentos para beneficiamento de bobinas de aço como Linhas de Corte Longitudinal, Linhas de Corte Transversal, Linhas de Blanqueamento, Linhas Multiblanking e possui equipamentos operando na Argentina, Chile, Paraguai e México. 

Acompanhe o vídeo abaixo!

Diário GS - A Divimec e seus maquinários

A necessidade da Divimec estava no alinhamento do seu maquinário industrial na fábrica e também na instalação nas sedes de seus clientes. As linhas de maquinários produzidos sob encomenda da Divimec, precisam operar em um alinhamento Cent milimétrico (0,0001m), tornando a máquina quase plana, independe do tamanho da linha.

A precisão do equipamento precisa ser confiável e altamente certeiro, visto que, ao ficar fora de plano, as chapas de aço podem sair do caminho principal e acabar parando toda a linha de produção, causando um prejuízo milionário, ou até mesmo comprometer algum maquinário pelo caminho.

Divimec e Geosurvey

Para obter tamanha precisão, a Divimec utiliza de uma equipe topográfica interna, própria, altamente qualificada e a equipa com estações totais e mini primas da melhor qualidade.  

A Geosurvey, após fazer a apresentação de modelos na sede da divimec, orientou-os a escolher a Estação Total Leica TS07, a ferramenta ideal para o que eles demandam de ferramentas.

A TS07 oferece o primeiro recurso “AutoHeight” que permite que o instrumento meça, leia e ajuste automaticamente a altura do instrumento. Evitando o esforço manual demorado e eliminando erros críticos durante a configuração do instrumento. Fazendo a equipe da Divimec poupar tempo precioso no início da coleta de dados. O Autoheight usa laser que sai do instrumento até o solo para medir e passar automaticamente a medição para o software.

Diário GS - O que você precisa, na medida certa!

Tempo de coleta foi a métrica usada para escolhermos a estação total perfeita para o time. AutoHeight juntamente com as opções de gatilho rápido, rosca sem fim e a integração rápida para exportação de dados via pen drive para subi-los posteriormente no software Posição adquirido junto com a estação total, fizeram a TS07 levar a liderança na lista de equipamentos disponíveis.

Em quesito de Precisão, não temos muito o que falar. Leica Geosystem tem o que precisa para fazer suas estações totais, alcançarem elevados patamares na coleta e cálculo de seus pontos.

Durante a entrega técnica fizemos inúmeros teste e personalizações no menu da estação total, transformando-o no mais objetivo e prático para a utilização rápida que a equipe da Divimec necessitava.

Com a TS07 enquanto apresentávamos o novo equipamento adquirido, a precisão no alinhamento das máquinas estava na casa de 0,0002m, praticamente erro zero. O alinhamento do maquinário foi possível graças a precisão da estação total Leica TS07.

TS07 é o ideal para seu dia a dia, com Posição somado, é a melhor escolha

Foi utilizada da ferramenta Linha de Referencia, onde foi gravado pontos estratégicos para criar a linha e após realizar a locação onde o maquinário precisa estar. Dentro da ferramenta linha de referência, foi utilizado o primeiro ponto como referência para a locação vertical do maquinário. Além de realizar projeções de offset na linha de referência para a equipe não precisar estacionar uma nova estação a cada desviada de compartimentos da máquina que eles precisassem fazer.

A Leica TS07 possui os botões da chamada vertical e horizonal sem fim, facilitando mais ainda o ajuste fino na implantação da linha. Além de possuir medição do equipamento vertical, direto no seu aplicativo. O que facilita muito na hora de alinhar a instalação das linhas de maquinário com os guindastes.

Juntamente com a aquisição da estação total, a Divimec fez a assinatura do software Posição. O Sistema Posição é um aplicativo profissional integrado ao AutoCAD® e também ao BricsCAD®, que permite a elaboração de cálculos e desenhos de levantamentos topográficos com funções que abrangem desde a transferência e/ou digitação de dados de Estações Totais e GPS até a edição final dos desenhos.

A demanda secundária da Divimec era a facilitação na hora de criar relatórios com os dados coletados com a ET. Antigamente elaborados somente via anotações manuais e planilhas.

O software posição se integra diretamente com o Autocad, software cad já utilizado pela Divimec. Tornando-o a melhor opção pela facilidade e naturalização da equipe com a interface do software, sendo necessário somente alguns botões para exportação de um relatório completo para os seus gestores.

Quer acompanhar mais entregas técnicas com o Ricardo? Deixe sua resposta nos comentários!

Matterport – a segurança das seguradoras

Matterport Seguros

Seja você uma seguradora, um avaliador de sinistros, uma empresa de restauração ou um proprietário, a Matterport oferece documentação e avaliações precisas, transparentes e justas.

Economize seu tempo capturando o local onde será segurado com o Matterport, corte custos e feche sinistros muito mais rápido do que no método antigo com fotografias.

Compartilhe seus modelos 3D com engenheiros, ajustadores, construtores, segurados e também utilize-os como informações para auditorias de seguros.

Quer saber mais como a Matterport é a segurança das seguradoras? Continue lendo

Obtenha a vantagem precisão com o Matterport

As orientações em 3D fornecem documentação precisa e fácil de usar que pode servir como uma única fonte de verdade, desde as decisões políticas iniciais até o tratamento de sinistros.

Não há necessidade de centenas de fotografias, medições, visitas repetidas ao local e declarações escritas com orientações em 3D. Você pode fornecer documentação de perda abrangente em uma única fonte indiscutível de verdade. 

A plataforma Matterport ajuda você a reduzir o tempo gasto em campo, corrigir discrepâncias em reclamações de danos e economizar tempo.

  • Aumente a receita de primeira linha oferecendo a documentação mais precisa;
  • Acelere as aprovações de sinistros e encerre os casos mais rapidamente com uma documentação mais completa;
  • Diminua o número de pedidos de indenização de seguro com uma varredura de pré-mitigação que captura tudo em seu estado atual.

Documentação precisa e atualizável

Faça um seguro com a documentação de ativos pré-perda mais abrangente e gerenciamento de risco com o gêmeo digital que permite práticas de subscrição mais informadas e precisas.

  • Reduza o risco inicial de segurar um edifício e elimine a necessidade de reinspeção física.
  • Precisão de documentação imbatível para avaliações de maior qualidade em comparação com uma inspeção terceirizada.
  • Adicione notas de apólices e sinistros diretamente no modelo 3D
Matterport

A plataforma de dados 3D da Matterport gera orientações, plantas baixas esquemáticas e outros ativos para economizar seu tempo e garantir que você obtenha acordos justos.

  • Crie documentação admissível judicialmente com espaços que não podem ser manipulados.
  • Ajuste os trabalhos remotamente e reduza o tempo de deslocamento para os locais.
  • Reduza o tempo de esboço em até 70%.
  • Traga o júri para a cena com orientações em 3D.
  • Melhore a negociação para os clientes com a documentação mais meticulosa e informações básicas possíveis.
  • Uma melhor precisão reduz o ciclo de sinistros para criar uma melhor experiência do cliente para os segurados.
  • Aumente a transparência operacional com a capacidade de compartilhar links de espaços 3D para diferentes partes interessadas.
  • Aumente a velocidade e a precisão do ajustador para revisar e navegar pela perda remotamente com as dimensões exatas da propriedade.
  • Melhore a resposta a eventos catastróficos (CAT) quando as equipes internas de ajuste de campo estiverem sobrecarregadas. Acesse a rede Matterport Capture Services™ e ajude as pessoas a voltarem para suas casas mais cedo e colocar os negócios em funcionamento mais rapidamente.

Documentação aceita pelo tribunal para avaliadores de seguros

Capture um edifício ou espaço exatamente como está e reúna a documentação e as medições mais precisas possíveis. A Matterport pode ajudá-lo a fornecer evidências indiscutíveis enquanto reduz as interrupções no trabalho de restauração.

Seja no ínicio da apólice, escaneando a residencia que será cobrida e adicionando tags nos pontos importantes para o seguro, como televisões, geladeiras e outros eletrodomésticos de valor alto. Ou também após o acontecimento de algum acidente, como um incêndio por exemplo, mostrando corretamente tudo o que foi perdido na tragédia.

Além de simplesmente criar uma realidade virtual para o local, com o Matterport você pode: 

  • Criar documentação admissível em tribunal com digitalizações que não podem ser manipuladas.
  • Memorizar a cena e evitar a deterioração da cena.
  • Trazer o júri para a cena com orientações em 3D.
  • Garantir confidencialidade e autenticidade com desfoque de rosto e carimbos de hora.
  • Economizar tempo e melhore a precisão com plantas baixas esquemáticas e ferramentas de medição.
Matterport Seguro

E em contra partida, caso você seja proprietário de imóveis, saiba que a Matterport pensou em vocês também.

Os proprietários de imóveis podem documentar residências, empresas ou quaisquer ativos com a plataforma abrangente e realista da Matterport e agilizar quaisquer reivindicações em potencial.

Agindo como a contrapartida para seguradoras que se negam a cobrir certos itens, com a renderização em 3D certificada pela Matterport você poderá bater de frente e provar, através de documentação precisa e aceita por tribunais. 

  • Obtenha um registro completo da condição do seu imóvel.
  • Inventário preciso de itens pessoais e outros bens dentro de sua casa ou prédio.  
  • Reduza discrepâncias e disputas com seguradoras.
  • Agilize todo o processo de sinistro, reduzindo a necessidade de fornecer documentação ou recibos em alguns casos.

CONHECER O MATTERPORT

Clique e saiba mais sobre esta incrível ferramenta de captura

O que é uma Estação Total

O que é uma estação total

No mundo da geomensura, ouvimos sempre falar em estações totais. O equipamento mais preciso do mercado da topografia tem seu design um pouco estranho mas robusto, cores bem chamativas e uma lente no meio que lembra muito um daqueles microscópios antigos. Mas afinal, o que é uma estação total? o que ela faz? como funciona?

Quando você chega no mercado topográfico, dá de frente com inúmeras propostas e apresentações de equipamentos milagrosos, que tornariam seu trabalho milhões de vezes mais fácil. Mas no caso das estações totais, essa parte realmente é verdade.

Elas são um equipamento essencial na topografia, pois proporcionam medições precisas, realizam cálculos em campo, possibilitam a implantação dos projetos elaborados em escritório e permitem gerar mapas da área de interesse medida.

A Topografia é uma atividade que desencadeia operações que necessitam de precisão, sendo assim a estação total um dos equipamentos mais importantes para os profissionais da área.

E neste artigo, vamos te explicar como é o processo de coleta desses dados com uma estação total.

Como funciona uma estação total ?

Com o auxílio de trigonometria, as estações coletam ângulos e distâncias do seu projeto e os usa para calcular as coordenadas das posições atuais (X, Y e Z) dos pontos examinados, ou a posição do instrumentos com relação a pontos conhecidos, em termos absolutos.

Para realizar as medidas em campo, a estação total deve ser instalada em um tripé sob um ponto de coordenadas conhecidas, nivelada e orientada.

Em seguida, através da lente, o geomensor irá escolher o ponto onde quer coletar os dados, sempre mantendo o equipamento em nível e sem movimentos. 

Estação total Leica

Ao clicar em medir, a estação total calcula a distância até o ponto medido através do tempo de deslocamento (ida e volta) de um feixe laser que sai através dessa lente e armazena os ângulos horizontais e verticais em um “bloco de anotações virtual” dentro da memória do equipamento.

Para que haja o retorno do sinal é necessário que a superfície do ponto de interesse seja refletiva ou é necessário a instalação dos chamados prismas topográficos, que são alvos dotados de espelhos e com centro bem definido.

As estações totais podem realizar a medição de ângulos e distâncias com ou sem prisma, sendo esta sua primeira classificação. Os equipamentos considerados de melhor qualidade chegam a medir uma angulação com precisão de 0,5”. 

Todas essas informações de cada ponto medido em campo ficam armazenadas na estação total até você decidir usá-los. No escritório, esta caderneta de campo é descarregada em softwares topográficos como o Precisão, Geotopo e outros semelhantes, que irão gerar o mapa da área levantada com os pontos precisos geográficamente via latitude e longitude. 

Existe mais do que um tipo de estação total?

As estações totais tem algumas classificações que vale a pena você saber na hora de escolher seu equipamento de trabalho.

Quando falamos em precisão, dividimo-as em duas categorias Mecânicas, que demandam de operação totalmente humana no processo de coleta de dados e Estações Totais Robóticas, que engloba a tarefa de procurar, fixa e coletar os dados por conta própria, deixando o operador somente com a tarefa de levar o prisma até o ponto.

Cada qual, tem suas especificações e singularidades quanto a capacidade de medição, precisão, conectividade e usabilidade em campo.

EStação total

Estações Totais Mecânicas

São aquelas que vemos bastate no dia a dia, onde necessita de 2 operadores para fazer a coleta de dados. O primeiro, fica responsável por preparar o local, configurar a estação e direcionar a lente da estação até o prisma ou ponto onde será coletado o dado. 

O segundo, estará portando um bastão, com um prisma, onde o operador 1 focará a estação total antes de fazer a coleta do dado preciso. Em alguns casos, utiliza-se ao invés do bastão, um mini-prisma, que é uma versão reduzida do mesmo apetrecho, mas medindo somente ~10cm de altura, que adiciona mais precisão ao ponto coletado.

Em algumas exceções, teremos também o uso de estações total sem prisma, com um ponto de coleta conhecido anteriormente.

Zoom 90

Estações Totais Robóticas são aquelas onde o ápice de tecnologia embarcada ja a permitiu ser operada por somente 1 pessoa. Nessa modalidade, a estação faz o direcionamento até o prisma de forma automatizada. Gira em torno do próprio eixo, guiada por pequenos motores direcionais e sempre está focando no pónto onde o operador está. Deixando o trabalho de coleta para somente o operador do prisma, portando uma controladora ou até mesmo um Tablet/Smartphone em alguns casos. 

É possível também realizar uma programação de prismas a serem medidos e a Estação realizar essas leituras de forma automática, é possível também realizar a medição de uma pilha ou terreno natural, configurando o tempo e/ou a distância para que um ponto seja levantado sem que o operador tenha que apertar o botão de medição.

E qual a melhor estação do total?

Tudo depende de qual modalidade e ramo da geomensura você pretende seguir na sua profissão e quanto você está disposto a investir em equipamento no momento. Mas fizemos uma lista com as melhores opções do mercado para você!

Zoom 10

Rápida e Precisa – Contando com precisão de 2” e um mecanismo moderno de medição, a Zoom10 tem o que você busca em campo, agilidade e precisão.
Além de possuir medição sem prisma de até 350 metros, para que você tenha um equipamento completo em suas mãos.

Interface rápida – Com a Zoom10, descarregar seus dados de campo é fácil e muito rápido.
Você só precisa remover o cartão SD do equipamento e conectar em seu computador.
Mas se preferir utilizar cabos, pode utilizar o cabo USB também.

Menu prático – A Zoom10 possuí um menu intuitivo para garantir um fluxo de trabalho prático e
ágil. Além de contar com um teclado alfanumérico com botões de atalho, que trazem
muita facilidade para os seus levantamentos topográficos.

Leica TS07

Trabalhe com agilidade – Meça mais pontos por dia devido a procedimentos mais rápidos de medição e implantação (parafusos de rosca de chamada sem fim, tecla de gatilho, manuseio de ambos os lados, EDM pinpoint e mais), suportados por nosso software familiar FlexField e fácil de usar. Acelere sua curva de aprendizado no local, aproveite a grande ergonomia e as medições confiáveis.

Aumente sua produtividade – Aumente a produtividade e minimize o tempo de inatividade, contando com instrumentos que simplesmente funcionam e vêm com uma rede global de serviços e suporte.

Escolha produtos que são feitos para durar – Mesmo depois de anos de uso sob condições adversas (como lama, poeira, chuva forte, calor e frio extremos), a FlexLine ainda opera com o mesmo alto nível de precisão e confiabilidade.

Controle seu investimento – A qualidade do instrumento tem sido nosso padrão por quase 200 anos, por isso você pode contar com um investimento menor durante toda a vida útil do instrumento e não precisa se preocupar com custos inesperados.

Lucre com a conectividade móvel – Com acesso opcional à Internet móvel, você pode compartilhar seus dados on-line com muito mais rapidez, receber dados de desenhos de seus projetistas e engenheiros no local e usar os serviços da Leica Geosystems – como o Leica Exchange ou o Leica Active Assist.

Economize tempo com o Autoheight – Esse recurso revolucionário permite que a sua TS07 meça, leia e defina automaticamente sua própria altura. Essa funcionalidade minimiza erros e acelera o processo de instalação no local. O recurso AutoHeight está disponível como uma opção para a TS07.

Zoom 90

STReAM360

TOTALMENTE ROBÓTICOScout: verifica toda a área de trabalho em segundos para encontrar rapidamente o alvo.
TRack: rastreie alvos continuamente. Uma vez travado, o instrumento permanece apontado com precisão no alvo em movimento.
AiM: Visa com precisão em qualquer prisma, sem precisar olhar através o telescópio. Medidas são executados automaticamente com consistentemente alto e repetível confiabilidade.

X-MOTION ™ HYBRID DRIVES – Zoom90 incorpora altamente drives híbridos X-motion inovadores, promovendo desempenho de automação em comparação com unidades convencionais.
Ele seguirá sua meta a 90 km / h em 100 m de distância.

TECNOLOGIA EDM accXess™ – Tecnologia EDM accXess da GeoMax fornece sem prisma de medições até 1000 m.
A pegada extra pequena do laser e o sofisticado processamento de sinal, garante a sua precisão, independentemente da distância ou condições.

STReAM360: TOTALMENTE ROBÓTICO – Instalado como padrão no telescópio, o NavLight é um auxiliar de alinhamento eficiente, ajudando a acelerar o trabalho durante a configuração externa. Suas luzes vermelhas e amarelas vão guiá-lo com rapidez e exatidão até a linha de vista.

CONECTIVIDADE TOTAL – Zoom90 atende toda a sua conectividade precisa. Use seu Bluetooth® integrado para transferência de dados de médio alcance ou sua alça Bluetooth® para alto desempenho de longo alcance Bluetooth®.
De qualquer forma, apenas um operador é o suficiente para seus levantamentos.
Armazene dados na grande memória interna da Zoom90, no SD removível ou no Pendrive USB usando a tecnologia plug and play.

ROBUSTEZ – Os instrumentos GeoMax são construídos para resistir às condições mais difíceis.
A Zoom90 foi projetada e testada para ser à prova de poeira e totalmente protegido contra jatos de água.

CONECTIVIDADE ABERTA – Combine seu software preferido e datalogger para realizar controle remoto e tarefas com maior produtividade.

Zoom90 usa o sistema operacional Windows CE, que permite uma variedade de softwares de campo a serem executados, oferecendo-lhe liberdade para escolher o software que melhor se adapta à sua operação+. Tela de toque totalmente VGA colorida também irá fornecer-lhe um superior desempenho e capacidade gráfica completa.

E você sabe onde encontrar todas estas opções, não sabe? Aqui mesmo na Geosurvey!

Em todas as demandas que você precisar, nós teremos a solução. Do campo a construção, da indústria ao canteiro de obras, nós temos as melhores opções do mercado topográfico. 

Clique abaixo e confira as novidades com o melhor preço 

COMO A MATTERPORT MELHORA SEU DIA A DIA

Novidades no matterport

O mundo em três dimensões dominou todos os mercados de trabalho e atuação, sem exceções. Dos jogos digitais, a arquiteturas; dos simuladores de direção a medicina avançada.

E agora, com a chegada da Matterport, todo o ramo da geomensura também está tomando sua forma 3D!

Você pode ter na palma da sua mão, em apenas um clique, todo o gêmeo digital do ambiente, que nada mais é do que uma cópia digital do lugar, em três dimensões. E agora com a ferramenta de pesquisas Space Search, você encontrará todas suas tags e dados em um piscar de olhos. 

Com o avanço da Matterport e sua nuvem de pontos, chegamos ao lançamento do E57, que é a nuvem de pontos mais densa do mercado, podendo ser facilmente utilizada nos programas de modelagem 3d, como o CAD e Sketchup.

E57 - A EVOLUÇÃO DA NUVEM DE PONTOS

O tipo de arquivo E57 é um formato de nuvem de pontos compacto e independente de fornecedor que é definido pelo padrão ASTM E2807 – pense nele como o PDF do mundo 3D.

Arquitetos, engenheiros, construtores e proprietários podem usar o Matterport para capturar e criar um gêmeo digital de suas instalações existentes e extrair esses dados em um arquivo Matterpak ou E57 para iniciar seus fluxos de trabalho de documentação e modelagem.

Isso economiza tempo e recursos que antes eram gastos na medição tradicional no local. Com a nova oferta E57, os arquivos são significativamente mais precisos, capturando 10x os detalhes de um Matterpak tradicional. 

Ao usar os arquivos Matterport e E57, os profissionais de AEC (arquitetura, engenharia e construção) podem desbloquear vários benefícios poderosos, como:

  • Simplifique a conceituação de projetos com uma compreensão mais detalhada do espaço.
  • Colabore com mais eficiência usando o ecossistema de hardware e software da Matterport.
  • Melhore a colaboração entre as equipes de projeto e construção.
  • Utilize os gêmeos digitais Matterport em fluxos de trabalho 3D avançados
  • Documente e modele as condições As-Built com base em seu gêmeo digital Matterport.
  • Possibilita a modelagem de espaços complexos como salas de Mecânica/Elétrica.
  • Elimine a tarefa demorada e intensiva de hardware de registrar suas nuvens de pontos.
Matterpak matterport
E57 Matterport

Perceba a diferença nítida entre o matterpak e o E57, gerando uma nuvem de pontos extremamente densa. Com milhões de dados coletados ao mesmo tempo o E57 calculará e entregará uma visualização quase pronta, incluindo cores e texturas para utilização nos programas de modelagem 3D. 

 

SPACE SEARCH ESTÁ NO AR!

Space Search, um novo recurso que permite que os usuários do Matterport pesquisem e acessem dados armazenados em seus gêmeos digitais.

Assim como você usaria a opção ‘localizar’ em um documento, a Space Search torna rápido e fácil localizar um elemento específico em um espaço e pular diretamente para ele.

Para usar o Space Search, basta clicar no ícone de lupa localizado no canto superior esquerdo do seu gêmeo digital e digitar sua consulta de pesquisa. A ferramenta exibirá resultados de dados em seu gêmeo digital, incluindo:

  • Mattertags – Tags visuais ancoradas em um local, objeto ou recurso específico em seu gêmeo digital, Mattertags podem ser codificados por cores e incluir texto detalhado e links incorporados
  • Notas – Uma ferramenta de colaboração que permite que os usuários do Matterport conversem diretamente em um espaço do Matterport. Os usuários podem fazer perguntas, inserir comentários, visualizar, responder e criar tópicos de conversa

  • Etiquetas – Descrições curtas que você pode associar a salas específicas em seu gêmeo digital. 

  • Medições  – Você pode fazer medições no modo Editar e você e seus visitantes podem fazer medições no modo Showcase. A capacidade de pesquisar medições tem um valor particular para profissionais de Arquitetura, Engenharia e Construção (AEC) que procuram acessar rapidamente as medições de uma ‘mesa de sala de jantar’ ou ‘sala de reuniões’

A adição do Space Search cria novas possibilidades e valor agregado para fluxos de trabalho de gêmeos digitais em vários setores, principalmente para clientes que armazenam uma quantidade significativa de dados em seus gêmeos digitais

Alguns exemplos de como a Pesquisa Espacial pode ser usada incluem:

  • Arquitetos, engenheiros e equipes de construção que colaboram em uma nova construção podem verificar rapidamente as medidas 

  • Os corretores de imóveis residenciais podem comercializar melhor suas propriedades, dando aos potenciais compradores de imóveis a capacidade de pesquisar recursos específicos

  • Os inquilinos de imóveis alugados podem acessar informações importantes sobre sua casa usando a ferramenta para pesquisar o ‘termostato’ ou ‘unidade elétrica’, ou outros pontos de interesse que um proprietário possa ter marcado
  • Os avaliadores de seguros facilitam o acesso de seus parceiros de transporte a informações detalhadas sobre a origem da perda de uma propriedade
  • Os varejistas com showrooms virtuais podem facilmente pesquisar e acessar informações detalhadas do produto para tomar decisões de merchandising e estoque, enquanto os compradores podem pesquisar e localizar rapidamente um item que desejam comprar

A Pesquisa Espacial está disponível em todos os tipos de conta Matterport, e todos os gêmeos digitais existentes terão a Pesquisa Espacial habilitada por padrão.

O mundo do 3D pode estar na suas mãos

Entre abaixo e visualize mais alguns gêmeos digitais que foram coletados com a Matterport

MANUTENÇÃO DE DRONES E SEUS BENEFÍCIOS

Manutenção drone

O mundo dos ares era algo impensável a alguns anos atrás, sendo possível fazer um voo somente com esportes radicais ou passagens aéreas. Quem nunca sonhou em poder voar como o Superman ou flutuar por aí sem rumo, não é mesmo?

Mas esta era chegou, e chegou com tudo! 

Os drones dominaram o mercado de brinquedos recreativos antes, mas logo em seguida começou a entrar no ramo profissional também. Como drones de pulverização, de monitoramento de incêndios e até mesmo como um “RTK” nos ares. No quesito diversão, não tem o que discutir. É o melhor presente para o dia das crianças  e também para aquele adulto que nunca cresceu. 

Mas no ramo profissional, esses mini helicópteros tomaram proporções gigantescas. Principalmente no ramo da fotografia e geomensura. 

Porém, junto com todos os benefícios que eles trouxeram, os malefícios também vieram. O mais pontual dos problemas era se o seu drone, por um acidente, acabasse colidindo com alguma árvore ou prédio, gerando uma conta expressiva de manutenção de drone. 

Chega a arrepiar de medo só de pensar né? Afinal, é um equipamento que custa de 2 mil reais até 300 mil dependendo dos modelo escolhido. 

Mas relaxe, que vamos te ajudar a entender tudo sobre manutenção de drones e seus benefícios: 

CUIDADOS ANTES DE LEVANTAR VOO

Hoje, ter conhecimento técnico específico para operação de voo não é o suficiente para ser um excelente piloto de drone. Acredite, tem pessoas que acham que é somente ligar e sair voando por aí.

O profissional que pilotará o drone deve ter ciência de boas práticas de utilização, mapas de vôoo, licenciamentos e até mesmo alguns procedimentos referentes à manutenção de drones.

Uma revisão adequada e manutenções preventivas é capaz de evitar avarias, imprevistos e prejuízos, te poupando inúmeros R$ na sua conta além de garantir o bom funcionamento do aparelho.

manutenção de drones

Antes de ligar o equipamento, certifique-se de que protetor do Gimbal, acessório que estabiliza a câmera do drone, foi retirado. Verifique se as baterias estão com carga e se a conexão com seu dispositivo móvel e a atualização dos softwares junto ao fabricante está correta.

A hélice é um dos itens mais importantes da manutenção de drones. Caso ela esteja deslocada, o drone pode cair e sofrer grandes danos. Por isso, antes de decolar, é fundamental certificar-se de que a peça está bem apertada e inserida no aparelho.

Uma boa dica é carregar hélices extras em todos os voos para evitar imprevistos.

Antes de sair voando por aí, é necessário aguardar a memorização do ponto de decolagem para caso aconteça algum imprevisto de perda de conexão, seu drone ter  um ponto para onde retornar.

Todas as peças de funcionamento devem ser analisadas antes do voo para garantir a segurança do piloto, do equipamento e também de terceiros. Não queremos que nosso drone caia na cabeça de ninguém, não é mesmo?

MANTENHA SEU DRONE SEMPRE CALIBRADO

Assim como a memorização do ponto de decolagem, o seu drone também possue outras ferramentas que precisam dar uma “respirada” antes de você sair voando.

A IMU (Inercial Measurement Unit – ou unidade de medida de inércia) é um componente interno dos drones de fundamental importância para executar manobras de voo com exatidão. É uma junção entre acelerômetro e um giroscópio que detectam quaisquer movimentos, sendo horizontais ou verticias, e fornecem a leitura para que a aeronave se mantenha no seu trajeto.

Este elemento também pode ser encontrado em celulares, aeronaves tripuladas de diversos portes e até mesmo relógios de pulso.

Temos dois momentos em que a CALIBRAÇÃO DA IMU é necessária e perceptível. Um deles é quando a aeronave começa a apresentar inconstância de movimentos ou a se mover involuntariamente e oscilar em altura, chegando a ser quase impossível a execução de movimentos mais refinados.

No segundo a própria aeronave irá solicitar o procedimento através de notificaçōes no painel do rádio controle com a mensagem “CALIBRAR A IMU”.

Caso algum desses dois sintomas se apresente na sua aeronave, basta entrar no seu app da DJI e procurar a função de calibração IMU. 

IMU drone DJI

O mesmo acontece com a bússola do seu drone, então caso você precise calibrá-la:

  • primeiro, segurará o drone na sua posição de voo e girará em torno do plano vertical.
  • segundo, apontará a camera para o chão e girará a camera enquanto mantém a camera fixa no mesmo local.

Após ter passado por estes dois procedimentos, o seu equipamento estará calibrado e pronto para ser utilizado. Se verificar que a calibração precisa ser repetida ou que ainda não funciona depois de tentar várias vezes, provávelmente seu drone está com algum problema mais sério. 

E caso isso venha a acontecer, você sabe o que fazer, pegar seu equipamento e vir direto para a Geosurvey. 

Ou, caso seja de outra cidade, só entrar em contato pelo link abaixo: